Circuito Americano de Homens

McILROY OBTEVE BRILHANTE TRIUNFO NO THE PLAYERS QUEBRANDO JEJUM DE VITÓRIAS DE CERCA DE UM ANO

The Players Championship

Data: 14 a 17 de Março de 2019
Campo: Stadium, no TPC at Sawgrass
Par: 72
Local : Ponte Vedra Beach, Florida, EUA

Resultados

 

 

O Players Championship efetuou-se em vários campos até 1982, tendo sido a partir daquele ano disputado exclusivamente, no campo Stadium, do TPC Sawgrass onde se realizou esta época a 38ª edição do evento.

O campo foi desenhado pelo arquiteto Pete Dye, que se baseou muito nos esboços iniciais efetuados por Deane Beman, que foi comissário do PGA Tour de 1974 a 1994.

O campo desde a inauguração beneficiou de várias modificações tendo-se tornado muito mais difícil, dispondo de mais obstáculos de areia e água, tendo também sido alongado, apresentando presentemente, o comprimento de 6.574 metros, sendo o buraco mais icónico, o 17, par 3, - Island Green – em que o green se encontra implantado numa península, o que exige uma pancada de saída muito precisa.

O campo é apresentado em hole-by-hole e num drone-tour.

A bolsa de prémios do torneio tem o valor de 12,5 milhões de dólares (cerca de 11 milhões de euros), recebendo o vencedor como prémio o montante de 2,25 milhões de dólares (cerca de 1,986 milhões de euros) sendo-lhe também atribuídos 600 pontos FedEx Cup e 80 pontos no ranking mundial.

O vencedor além do prémio ‘pecuniário’ recebe cinco anos de isenção no PGA Tour e três anos de convites para o Masters Tournament, bem como, o mesmo número de convites para o US Open e o The Open Championship e convite para um dos três próximos PGA Championship.

A primeira edição deste torneio disputou-se em 1974, no Atlanta Country Club, na Geórgia, com o nome Tournament Players Championship, tendo tido como vencedor Jack Nicklaus.

A partir de 1988 passou a denominar-se The Players Championship, sendo-lhe atribuído o estatuto de Major, sendo apelidado de 5º Major, por dispor da maior bolsa de prémios de todos os torneios do PGA Tour, sendo apenas ultrapassado pelo US Open Championship, que na época 2017-2018 apresentou uma bolsa de 12 milhões de dólares (cerca de 10,5 milhões de euros) e igualando a atribuída ao PGA Championship que teve um montante de 11 milhões de dólares (cerca de 9,7 milhões de euros).

O torneio foi disputado por 144 jogadores, tendo tido como vencedor o natural da Irlanda do Norte, Rory McIlroy, 29 anos – 30 anos em Abril – que bateu 67, 65, 70 e 70 pancadas, que concretizou com: um eagle; 21 birdies; 44 pars; 5 bogeys; e, um double-bogey.

Rory arrancou para a ronda final empatado com o inglês Tommy Fleetwood, 28 anos, ambos com 14 pancadas abaixo do par do campo, sendo o torneio então liderado com menos uma pancada, 15 abaixo do par do campo, pelo espanhol, Jon Rahm, 24 anos, que reside em Scottsdale, no Arizona.

McIlroy iniciou a ronda final com três pars, a que se seguiu um double-bogey ao bater a bola para a água, o que aconteceu a muitos outros jogadores da elite do Tour.

No buraco 8, em que fez o par, com birdie no 6, par 4 e bogey no 7, conseguiu birdies no 9 e 11, ambos de par 5 e no 12, par 4, encontrando-se então Rory na liderança do evento com 15 pancadas abaixo do par.

No buraco 14, par 4, Rory McIlroy fez bogey ao falhar um putt de cerca de 1,5 metros, o que deixava antever um domingo ‘fatídico’, o que não veio a acontecer por logo de seguida ter feito birdies nos buracos 15, par 4 e 16, par 5.

Nos dois últimos buracos McIlroy fez pars apurando no total 70 pancadas, marca que só foi superada pela obtida no The Open que conquistou em Agosto de 2012.

Esta vitória foi a primeira que obteve no The Players Championship, a 15ª no PGA Tour e a primeira desde que ganhou o Arnold Palmer Invitational em Março de 2018.

Rory McIlroy encontra-se agora a cerca de três semanas de conquistar a quinta vitória num Major, que se disputa no Augusta National , o que lhe permite obter o ‘Grand Slam’, isto, após ter conquistado o último Major em Agosto de 2014, o seu segundo PGA Championship.

O natural da Pensilvânia que reside na Florida, Jim Furyk, 48 anos, capitão da equipa da Ryder Cup de 2018, que se classificou para este evento ao obter o 9º lugar empatado no The Honda Classic, conseguiu sagrar-se vice-campeão no torneio, após ter batido 71, 64 e 71 pancadas e concluído o torneio com 67 pancadas.

Para obter este resultado Furyk começou a última ronda com bogey, seguido dum eagle e dois pars.

No buraco 5, par 4, efetuou um birdie, concluindo os restantes quatro buracos dos front-nine com pars.

Furyk iniciou os back-nine com dois birdies efetuando depois três pars, tendo no buraco 15, par 4, feito um bogey, efetuando no seguinte, par 5, um birdie.

No terrifico 17, par 3, Furyk conseguiu o par e no mais difícil par 4, no 18, fez birdie, obtendo assim as 67 pancadas.

Com este resultado Jim Furyk, com mais uma pancada que McIlroy, sagrou-se vice-campeão do torneio que é considerado o ‘5º Major’, logo após o chamado ‘Grand Slam’, de que fazem parte os seguintes Majors – US Open; The Open Championship; Masters Tournament; e, o PGA Championship.

Jim Furyk caso tivesse ganho o torneio, não iria ‘afastar’ Fred Funk, vencedor do torneio em 2005, do título do vencedor mais idoso deste evento, isto, por Funk ter conquistado o torneio com 49 anos.

O 3º lugar do torneio foi ocupado pelo inglês Eddie Pepperel, 28 anos e pelo venezuelano Jhonathan Vegas, 34 anos, que apurou 14 pancadas abaixo do par do campo.

Pepperel bateu 72, 68, 68 e 66 pancadas que concretizou com: 22 birdies; 42 pars; e, 8 bogeys.

Vegas apurou 72, 69, 67 e 66 pancadas, que consumou com: um eagle; 22 birdies; 40 pars; 8 bogeys; e, um double-bogey.

Ambos os jogadores conseguiram na última volta fazem birdies no 17, par 3.

No 5º lugar ficou o inglês Tommy Fleetwood, 28 anos – um dos prováveis vencedores do torneio – que no fim da terceira volta se encontrava no 2º lugar empatado, a uma pancada do líder de então, o espanhol Jon Rahm, 24 anos, mas que contra todas as expetativas concluiu a última volta com 73 pancadas.

Fleetwood iniciou os front-nine com um bogey, fazendo pars em todos os outros buracos.

Nos back-nine  e até ao buraco 16, em que fez um eagle, tinha efetuado dois pars e dois bogeys, com um birdie apenas no 12, par 4.

No buraco 17, par 3, Fleetwood remeteu a bola para a água e fez um bogey, terminando a sua atuação com um par no 18, par 4.

Na última volta o título do mais ‘desastrado’ foi para Jon Rahm, que de líder no fim da terceira jornada, passou ao 12º lugar empatado, após ter batido 76 pancadas na ronda final.

Rahm conseguiu este resultado com três bogeys nos quatro primeiros lugares em que fez o par no buraco 2, par 5, efetuando nos cinco últimos buracos dos front-nine, três pars e dois birdies.

Os ‘desastres’ maiores surgiram nos back-nine, em que Jon Rahm, após no primeiro buraco ter feito o par 4 do buraco, fez um bogey no 11, par 5, efetuando nos seguintes pars e birdie.

No 14, par 5, concretiza o par do buraco, efetuando no 15, par 4, um bogey, terminando o 16, par 5, com o par do buraco.

No 17, par 3, Rahm fez cinco pancadas, tendo batido a primeira bola para a água e efetuando a terceira bola para o green, terminando o buraco com dois putts.

Rahm no 18 fez o par, concretizando assim o resultado de 76 pancadas.

Rory McIlroy recebeu um prémio no valor de 2,25 milhões de dólares (cerca de 1,986 milhões de euros) tendo subido na lista da Official Money, do 9º ao 1º lugar, onde contabiliza o total de 4.580.008 dólares (cerca de 4 milhões de euros) obtidos nos sete eventos que já participou esta época.

Com os 600 pontos FedEx Cup que lhe foram atribuídos, Rory McIlroy, ascendeu do 11º ao 1º lugar na lista da FedEx Cup Season Points, onde regista 1.348 pontos, que obteve no número de eventos atrás referidos.

O vice-campeão Furyk recebeu 1,350 milhões de dólares (cerca de 1,1 milhões de euros) tendo ascendido da 69ª à 14ª posição, onde apresenta o total de 1.913.943 dólares (cerca de 1,6 milhões de euros), que averbou nos 12 eventos em que já participou este ano.

Outros concorrentes que destacamos da classificação do evento, obtiveram as posições e resultados seguintes: Jason Day (vencedor em 2016), Hedeki Matsuyama e Justin Rose – 8ºE/-12; Adam Scott (2004) – 12ºE/-11; Webb Simpson (2018) – 16ºE/-10; Tony Finau, Sergio Garcia (2008) – 22ºE/-8; Matt Kuchar (2012), Gary Woodland, Tiger Woods (2013, 2001) – 30ºE/-6; Matt Kuchar (2012) – 26ºE/-7; Justin Thomas – 35ºE/-5; Rickie Fowler (2015), Keith Mitchell, Patrick Reed – 47ºE/-3; Brooks Koepka, Luke List, Francesco Molinari, Ian Poulter, Bubba Watson, Si-Woo Kim (2017) – 57ºE/-2; e, Martin Kaymer (2014) – 71º/+3.

Não passaram o cut  os seguintes jogadores, dentre outros: Marc Leishman; Xander Schauffele; J. B. Holmes; Jordan Spieth; Henrik Stenson (2009); Patrick Cantley; Chesson Hadley; Ryan Armour; Lucas Glover; Phil Mickelson (2007); Kevin Tway; Adam Hadwin; Paul Casey; e, Rafa Cabrera Bello.

Voltar

 


 

Sites


 





 



 

Revised: 18-03-2019 .