Circuito Americano de Homens

O californiano Homa venceu ‘em casa’, na Riviera, torneio num segundo buraco de play-off

The Genesis Invitational

Data: 18 a 21 de fevereiro 2021

Campo: Riviera Country Club

Par: 71

Local :Pacific Palisades, California, EUA

Resultados

 

 

The Genesis Invitational, foi inaugurado em 1926, com o nome Los Angeles Open, tomando ao longo dos anos os seguintes títulos: Nissan Open; Northern Trust Open, de 2008 a 2016; denominando-se, desde 2017, Genesis Open, devido a ter como patrocinador a Genesis Motors, subsidiaria da empresa sul-coreana, Hyundai Motor Group.

Este torneio foi, como no ano passado, organizado pela Fundação Tiger Woods, cujo anfitrião não fez parte do field devido a recente intervenção cirúrgica, a quinta a que se submeteu à coluna e se encontra em convalescença.

 

O Genesis Invitational é um dos cinco eventos ‘Invitational’ do PGA Tour, tendo um field de 120 jogadores e não os habituais 156 jogadores, como sucede nos outros eventos.

Os outros quatro torneios ‘Invitational’ são os seguintes: Arnold Palmer Invitational; RBC Heritage; Forth Worth Invitational; e, o Memorial Tournament.

O campo do Riviera Country Club, próximo da cidade de Los Angeles, a sul de Holywood, não tem obstáculos de água, sendo, contudo muito difícil por ter fairways estreitos e greens muito pequenos e ondulados, tendo par 71 e 6.413 metros.

Nos front-nine, o primeiro buraco é um curto par 5, fácil, com o tee 25 metros acima do fairway, convidando a uma saída de driver que carece de precaução, uma vez que o fairway possui à esquerda um out-of-bounds; o buraco 2 é um longo par 4, tendo o buraco 3, também par 4, um comprimento médio, sendo ambos orientados contra o vento dominante; o buraco 4, par 3, com 216 metros – que Ben Hogan  considerava ser o melhor buraco da América; o buraco 5, par 4, é jogado contra o vento; o buraco 6, par 3, deve a sua fama a ter um bunker no green; o buraco 7, par 4, com um fairway muito estreito, torna difícil a batida da bola; o buraco 8, par 4; possui outra raridade, um fairway duplo, separado por uma vala, permitindo aos jogadores a utilização de um dos dois caminhos para o green; o buraco 9, par 4, é comprido, com 419 metros, dispondo dum green bem protegido por bunkers.

Os back-nine do percurso também apresentam buracos com ‘história’, como sejam: o buraco 12, par 4, com 438 metros, jogado na maioria das vezes contra o vento, possuindo um green muito pequeno, rodeado de bunkers e árvores, sendo uma destas conhecida como a ‘Bogey’s Tree’, nome que recorda o ator de cinema Humphrey Bogart – que se sentava na árvore para ver o jogo – que foi sócio do Riviera Country Club; e, o buraco 18, par 4 que tem fama mundial por a saída ser um blind-shot, tendo a bola que encontrar o fairway no local certo, para poder ser batida para o green, que se encontra rodeado por um anfiteatro natural, do qual se desfruta de excelentes vistas sobre a clubhouse.

O campo Riviera Country Club é apresentado em imagens, hole-by-hole e num flyover, tendo já servido de palco a um US Open, dois PGA Championship e um US Senior Open.

O torneio na terceira ronda foi suspenso devido a ventos muito fortes, previstos para o fim da tarde, mas que surgiram às primeiras horas da manhã.

A suspensão do torneio deveu-se à impossibilidade de manter as bolas no green, que rolavam nos mesmos, devido à força do vento, greens que já de si eram duros, mesmo depois de regados pelo pessoal da manutenção.

Esta situação dos greens foi também agravada este ano pela ausência de chuva na região de Los Angeles.

O torneio acabou por ser retomado no início da tarde, tendo como consequência que 23 jogadores só concluíram a volta na manhã de domingo, por falta de luz na véspera.

A última vez que tal aconteceu num torneio do PGA Tour – sem ser um Major – foi em 2014, no AT&T Pebble Beach Pro-Am.

Após na manhã de domingo, os jogadores que não haviam concluído a terceira ronda, terem efetuado os buracos não jogados, iniciou-se a ronda final.

O vencedor do torneio foi o californiano de Valencia, Max Homa, 30 anos, que tinha obtido uma vitória no PGA Tour em 2019, no Wells Fargo Championship, conseguiu agora satisfazer a sua ambição, vencer em casa, na Riviera de Los Angeles, tendo para tanto conquistado o evento num segundo buraco de play-off.

Homa que bateu 66, 70, 70 e 66 pancadas nas rondas, posicionou-se na classificação, sucessivamente nas três primeiras rondas da seguinte forma: 2ºE; 6ºE; 2ºE – vindo na ronda final a empatar com o natural de Salt Lake City, no Utah, Tony Finau, 31 anos, que efetuou nas voltas 71, 67, 70 e 64 shots.

Homa produziu aqueles resultados com: 2 eagles; 20 birdies; 39 pars; 10 bogeys; e, um double-bogey.

Com estes resultados – em que ambos efetuaram nas rondas 272 pancadas – houve que efetuar o desempate, o que poderia não se ter efetuado se Homa no buraco 18, par 3, não tivesse falhado um birdie com menos de um metro.

Homa e Finau efetuaram ambos o par no primeiro buraco de play-off, no buraco 10, par 4, tendo Homa batido a bola de fora do green, junto ao pé de uma árvore.

No segundo buraco, no 14, par 3, Homa obteve o par do buraco, com Finau a falhar o par, fazendo bogey, tendo efetuado a segunda pancada de um bunker.

Finau continua com uma única vitória no PGA Tour, que obteve em 2016, no Puerto Rico Open at Coco Beach, tendo no seu palmarés vários títulos de vice-campeão.

O grande derrotado foi Sam Burns, 24 anos, natural de Louisiana, que se classificou no 3º lugar do torneio, após ter concluído as voltas com 64, 66, 74 e 69 pancadas, obtidas com: um eagle; 18 birdies; 44 pars; e, 9 bogeys.

Burns que comandou o torneio nas três primeiras rondas, ao concluir o torneio com 69 pancadas, perdeu a liderança efetuando 273 shots, 11 abaixo do par do campo, com mais um shot que Homa e Finau.

Homa com a vitória agora obtida, subiu ao 38º lugar do ranking mundial, tornando-se elegível para o WGC – Workday Championship at The Concession, que se disputa na próxima semana e lhe permite, de novo, marcar presença no próximo The Masters Tournament.

O 4º lugar do torneio foi ocupado pelo natural de Brisbane, na Austrália, Cameron Smith, 27 anos, que bateu 69, 68, 71 e 67 shots, 9 abaixo do par do campo.

Outros notáveis que destacamos da classificação do evento obtiveram as seguintes posições e resultados: Jon Rham, Viktor Hovland, Matthew Fitzpatrick – 5ºE/-7; Francesco Molinari, Wyndham Clark, Matt Jones, Dustin Johnson (vencedor em 2017) – 8ºE/-6; Xander Schauffele, James Hahn, Jordan Spieth, Patrick Cantley – 15ºE/-4; Rickie Fowler, Matthew NeSmith, Scottie Scheffer, Branden Grace – 20ºE/-3; Cameron Tringale, Mackenzie Hughes, Jason Kokrak – 32ºE/-1; Russell Henley, Kevin Na, Brooks Koepka, Adam Scott (vencedor em 2020 e 2005) – 38ºE/par; Joaquin Nienmann, Sepp Straka, Collin Morikawa, J. T. Poston, Brian Harman, Sebastien Muñoz, Cameron Davis – 43ºE/+1; Tom Hoge, Kevin Streelman, Tyler McCumber, Charley Hoffman – 52ºE/+2; J. B. Holmes (2019), Nate Lashley – 57ºE/+3; Matthew Wolff – 64ºE/+6.

O campeão Max Homa recebeu um prémio no valor de 1,674 milhões de dólares (cerca de 1,3 milhões de euros) montante com que subiu da 81ª à 9ª posição da lista da Official Money, onde regista o total de 2.254.609 dólares (cerca de 1,8 milhões de euros) que obteve nos 11 eventos em que já participou esta época.

Com os 550 pontos FedEx Cup que lhe foram atribuídos, Homa ascendeu do 79º ao 10º lugar na lista da FedEx Cup Regular Season Points, onde apresenta o total de 803 pontos, obtidos no número de torneios atrás referidos.

O vice-campeão e o terceiro classificado, Tony Finau e Sams Burns, receberam cada, prémios nos valores respetivos de 1.013.700 dólares (cerca de 835 mil euros) e 641.700 dólares (cerca de 529 mil euros) tendo sido atribuídos a cada, respetivamente, 315 e 200 pontos FedEX Cup.

Nos rankings respetivos, a seguir apresentados, figuram aqueles jogadores e os respetivos movimentos de posições que obtiveram após este torneio.

Official Money

Jogadores

Posições

Nº Eventos

Valores
US$ (€)

Anterior

Atual

Max Homa

81º

11

2.254.856
(1.860.450)

Tony Finau

20º

9

2.646.061
(2.183.230)

Sam Burns

72º

28º

10

1.304.922
(1.076.670)

FedEx Cup Regular Season Points:

Jogadores

Posições

Nº Eventos

Pontos

Anterior

Atual

Max Homa

79º

10º

11

803

Tony Finau

21º

9

918

Sam Burns

68º

30º

10

504

 

As posições e resultados nas voltas dos jogadores que se classificaram no torneio podem ser conhecidos na rubrica “Resultados”.

Não passaram o cut os seguintes jogadores, dentre outros: Henrik Norlander; Russell Knox; Matt Kuchar; Austin Cook; Sergio Garcia; Martin Laird; Stewart Cink; Corey Conners; Abraham Ancer; Bryson DeChambeaux; Carlos Ortiz; Hideki Matsuyama; Adam Long; Peter Malnati; Bubba Watson (vencedor em 2018, 2016, 2014); Harry Higgs; Si Woo Kim; Rory McIlroy; Justin Thomas; e, Charles Howell III 2007).

Voltar/a>

 

 

Sites


 





 

Revised: !--webbot bot="TimeStamp" s-format="%d-%m-%Y" s-type="EDITED" --> .