Circuito Europeu de Senhoras

HENSELEIT VENCEU NO QUÉNIA E CONQUISTOU ORDEM DE MÉRITO EM PONTOS

Magical Kenya Ladies Open

Data: 5 a 8 de Dezembro de 2019
Campo:
PGA Baobab
Par : 72
Local:
Vipingo Ridge, Quénia

Resultados

 

Num campo desenhado pelo antigo jogador do European Tour, natural de New Castle, na Irlanda, David Jones, 72 anos, o PGA Baobad, no Vipingo Ridge, no Quénia, é o primeiro e único campo de África acreditado pelo PGA, tendo excelentes vistas do Oceano Índico, donde recebe agradáveis brisas, que amenizam a temperatura, tendo também numerosas fontes e lagos.

David Jones como arquiteto desenhou vários campos no seu país, bem como, no Quénia, Turquia e Finlândia.

Este é o primeiro torneio do LET que se disputa no Quénia, tendo tido a participação de jogadoras de 28 países, onze de países africanos, sendo cinco jogadoras naturais do Quénia.

O campo PGA Baobab é apresentado hole-by-hole e em flyover.

A sueca Julia Engstrom que comandou as três primeiras rondas da competição com uma, seis e sete pancadas em relação à concorrência, não conseguiu na última ronda seguir idêntico caminho, devido à forte ofensiva que a alemã de Hamburgo, Esther Henseleit lhe moveu.

Henseleit, que partiu para a ronda final com mais sete pancadas que Engstrom  conseguiu efetuar nos front-nine  cinco birdies  com que ficou apenas  a duas pancadas de Engstrom que se limitou nos front-nine a efetuar um birdie no buraco 2, consumando no seguinte um bogey.

Nos back-nine Henseleit continuou a sua marcha triunfal efetuando dois birdies nos buracos 11, par 5 e 13, par 4, enquanto a sua oponente sueca consumava no 10, par 4 e no 13, par 4, bogeys.

Após este último buraco Henseleit fez um outro birdie no buraco 15, par 4 e pars nos restantes buracos dos back-nine concluindo a volta com 64 pancadas resultado com que bateu o recorde do campo numa volta.

Henseleit que terminou no 3º lugar o LET Qualifying School que frequentou há um ano com o handicap +7,1, conseguiu vencer o torneio desta semana, conquistando a Ordem de Mérito, relegando a norueguesa Mariane Skarpnord, 33 anos, para o segundo lugar e conquistando também o título de Rookie of the Year (Estreante do Ano) tornando-se a terceira jogadora a conseguir tal feito, após Laura Davies em 1985 e Carlota Ciganda, em 2012.

A indiana Aditi Ashok, 21 anos, com mais uma pancada que Henseleit sagrou-se vice-campeã do evento ao efetuar nas rondas 73, 70, 67 e 65 pancadas que produziu com: um eagle; 21 birdies; 43 pars; 5 bogeys; um double-bogey; e, um triple-bogey.

Julia Engstrom com as 67, 66, 70 e 74 pancadas que efetuou e concretizou com: 23 birdies; 42 pars; e, 7 bogeys, ocupou o 3º lugar do torneio.

Após o torneio desta semana Henseleit, Ashok e Engstrom receberam prémios, respetivamente nos valores seguintes: 45 mil euros; 27 mil euros; e, 18 mil euros; e, pontos nos montantes de: 150, 90 e 60.

As três primeiras classificadas nos rankings, Ordem de Mérito em Pontos e em Dinheiro, foram as seguintes jogadoras:

Class

Jogadoras

Pontos

Eventos

Esther Henseleit

743.06

17

Marianne Skarpnord

694.44

18

Christine Wolf

536.65

19

 

Class

Jogadoras

Valores (€)

Eventos

Carlota Ciganda

247.668,81

3

Ashleight Buhai

209.777,47

6

Ester Henseleit

208.659,94

17

Outras concorrentes que destacamos da classificação geral do torneio obtiveram as posições e resultados seguintes: Christine Wolf – 6º/-4; Laura Fuenfstueck – 7ºE/-3; Beth Allen, Olivia Cowan – 9ºE/-1; Ursula Wikstrom – 12ºE/par; Diksha Dagar – 16ºE/+1; e, Camille Chevallier – 22ºE/+2.

Não passaram o cut as seguintes jogadoras dentre outras: Linda Wessberg; Felicity Johnbson; Charlotte Thompson; Florentyna Parker; Gabriella Cowley; e, Annabel Dimmock.

 Voltar

 

Revised: 09-12-2019 .