Campeonato Nacional de Mid-Amateurs - BPI

TIAGO COSTA VENCE À TERCEIRA E ANA BASÍLIO DOS SANTOS SAGRA-SE BICAMPEÃ EM ÓBIDOS

 

Tiago Costa triunfou na sua terceira participação neste Campeonato Nacional para jogadores acima dos 30 anos, que decorreu no Guardian Bom Sucesso Golf, entre 76 concorrentes; e Ana Basílio dos Santos revalidou título conquistado o ano passado. 

Ana Basílio dos Santos, do ACP Golfe, e Tiago Costa, da Aroeira, venceram hoje o Campeonato Nacional de Mid-Amateur – BPI (escalão acima dos 30 anos), que decorreu durante o fim-de-semana no campo de Par 72 do Guardian Bom Sucesso Golf, em Óbidos.

Na prova masculina, com 76 participantes, Tiago Costa, de 32 anos, finalizou com birdie-birdie para somar 147 pancadas (73-74), 3 acima do Par, ganhando na sua terceira participação com quatro de vantagem sobre Diogo Cassiano Neves (77-74), do ACP Golfe. 

“Estava muito expectante sobre a possibilidade de ganhar desta vez – consegui e foi muito bom, porque ansiava por este momento”, afirmou Tiago Costa ao Gabinete de Imprensa da FPG. “Entrei na última volta com o pensamento de atacar o resultado e não ficar só a jogar a medo. No final as contas começaram a apertar mas consegui fechar ganhando duas pancadas ao campo. Mas foi duro”, acrescentou. 

Marco Santos, também da Aroeira, fez neste domingo a melhor volta do torneio (72) para partilhar o terceiro lugar com Luís Costa Macedo (73-76), do Lisbon Sports Club, vice-campeão nas últimas duas edições, em ambos os casos atrás do seu companheiro de clube José Maria Cazal-Ribeiro, ausente da competição em 2019. Salvador Costa Macedo, campeão em 2013 e 2015, irmão de Luís, fechou o top-5 com 153 (77-76). 

Em senhoras, com seis participantes, Ana Basílio dos Santos veio de trás para ganhar pela segunda vez consecutiva. Somando 172 (84-88), deixou a vice-campeã Marta Lampreia (82-93), do Orizonte Golfe, campeã em 2007 e 2011, e ainda Nea Teivastenaho (82-83), do Guardian Bom Sucesso), a três pancadas de distância. Paula Saúde, quatro vezes campeã nacional do escalão, foi quarta com 176 (86-90). 

“Estou muito satisfeita. Ser bicampeã é para mim uma nova experiência. Foi difícil, ao fim de 17 buracos estava empatada com a Marta Lampreia e a diferença foi mesmo ali no 18, quando ela arriscou para tentar vencer”, afirmou Ana Basílio dos Santos, referindo-se ao último buraco, um Par 4, onde marcou 6 pancadas contra as 9 da sua rival na prova.

 

Press-Release
Gabinete de Imprensa FPG
14 de Abril de 2019

Voltar

 

Revised: 15-04-2019 .