Open Tony Jacklin

PEDRO FIGUEIRESO TERMINA EM 13º E MANTÉM TOP-5

 

Pedro Figueiredo não conseguiu vencer o Open The Tony Jacklin que liderou nos dois primeiros dias, mas continua no caminho seguro que tem seguido nos últimos meses para regressar ao seu melhor nível e atingiu o seu objetivo principal, que consiste em manter-se no top-5 da Ordem de Mérito do Pro Golf Tour de 2017 para ganhar um cartão para o Challenge Tour de 2018.

   

O atleta do Sport Lisboa e Benfica igualou o Par-72 do campo de Casablanca no terceiro e último dia deste torneio de 35 mil euros em prémios monetários e ficou a 3 pancadas do campeão, com um total de 207 (-9). Nos dias anteriores, Figgy tinha assinado cartões de 64 e 71.

«Hoje foi um dia difícil. Estava vento e chuva, eu não bati particularmente bem na bola e os putts não entraram», disse o campeão nacional de 2013 ao Gabinete de Imprensa da FPG, depois de converter 1 eagle e 1 birdie, mas também de sofrer 3 bogeys.

Com o prémio de 546,67 euros que recebeu, o profissional da Quinta do Peru Golf & Country Club desceu apenas do 3º para o 4º lugar na Ordem de Mérito deste circuito germânico que funciona como uma das terceiras divisões do golfe europeu.

O campeão do Open The Tony Jacklin foi o holandês Robbie van West, que ontem era apenas o 11º e que terminou hoje com 204 (71+67+66), -12, necessitando de vencer um play-off entre quatro jogadores.

Press-Release
Gabinete de Imprensa da FPG
11 de Fevereiro de 2017

Voltar

 

 

Revised: 13-02-2017 .