60º Open de Portugal at Royal Óbidos

Pedro Figueiredo lidera armada portuguesa

Open de Portugal at Royal Óbidos

Data: 23 a 26 de Setembro de 2020

Campo: Royal Óbidos

Par:  72

Local : Óbidos, Portugal

Resultados

 

Pedro Figueiredo lidera a armada de nove jogadores portugueses que inicia amanhã (quinta-feira) a 60.ª edição do Open de Portugal at Royal Óbidos, o único torneio nacional inserido no Challenge Tour, a segunda divisão do golfe europeu. Organizado pela Federação Portuguesa de Golfe (FPG), o evento elevou o seu total de prémios monetários de 200 mil em 2021 para 250 mil euros em 2022.

O jogador do Quinta do Peru Golf & Country Club teve acesso direto por ser membro do Challenge Tour. Juntam-se-lhe os profissionais com convite Stephen Ferreira (57.º classificado na Ordem de Mérito do Sunshine Tour, a primeira divisão na África do Sul), Tomás Bessa (3.º no ranking de profissionais da FPG), Vítor Lopes (4.º), Tomás Melo Gouveia (6.º), Pedro Lencart (7.º) e João Girão (8.º).

 

Deste lote destacam-se Pedro Lencart, o bicampeão nacional absoluto, Tomás Melo Gouveia, que na semana transata passou a primeira fase da Escola de Qualificação do DP World Tour, e Tomás Bessa, o 6.º na Ordem de Mérito do Alps Tour, uma das terceiras divisões do golfe europeu.

Houve também convite para dois amadores: Hugo Camelo, o n.º1 do Ranking Nacional BPI (para amadores da FPG) e vice-campeão nacional amador, que se estreia a este nível; e Vasco Alves, o 3.º na hierarquia federativa para amadores, que no ano passado não passou o cut, mas foi o quarto melhor dos 15 portugueses que jogaram o Open de Portugal em 2021.

Nelson Ribeiro, o selecionador nacional da FPG, acredita que poderá haver bons resultados entre os portugueses: «Os profissionais têm vindo a aproveitar os convites que temos distribuído ao longo do ano, através de permutas com outras federações. Têm vindo a jogar bastantes torneios e este é só mais um no seu calendário, que já é considerável. Acreditamos que estejam bem preparados para este momento. Bem diferente do passado em que este era o primeiro torneio do ano para eles no Challenge Tour».

Claro que a concorrência será forte. Basta dizer que esta 60.ª edição, entre 144 participantes, conta com todos os seis primeiros classificados da Corrida para Maiorca: os alemães Alexander Knappe (1.º) e Freddy Schott (2.º), o dinamarquês Oliver Hundeboll (3.º), o inglês Nathan Kimsey (4.º), os suecos Jens Dantorp (5.º) e Mikael Lindberg (6.º).

Estarão presentes 8 dos 10 primeiros e 17 do top-20 do ranking do Challenge Tour. E são exatamente os 20 primeiros que no final da época sobem de divisão para o DP World Tour. Já só faltam cinco provas de apuramento para se definirem os 45 primeiros que irão entrar na Rolex Challenge Tour Grand Final em Palma de Maiorca.

Quase todos quiseram vir à região do centro oeste do país, onde o Open de Portugal irá permanecer até 2025. Repare-se que, dos 22 torneios do Challenge Tour que decorreram até ao momento na presente temporada, estão em Óbidos os campeões de 16 dessas provas.

Atenção ao alemão Alexander Knappe, que lidera a Corrida para Maiorca por ter conquistado dois troféus: o Dimension Data Pro-Am, em fevereiro, na África do Sul, e o B-NL Challenge Trophy, na semana passada, na Bélgica. Um terceiro título dar-lhe-á automaticamente acesso ao DP World Tour e “Alex” gosta de Royal Óbidos. No ano passado foi 10.º classificado, com 10 pancadas abaixo do Par.

Aliás, entre os 17 jogadores do top-20 da Corrida para Maiorca, há quatro que integraram o top-10 final do Open de Portugal de 2021. Para além de Knappe, também o espanhol Alejandro del Rey (3.º com -15), o sueco Jens Dantorp (4.º com -13) e o inglês Todd Clements (6.º com -12).

A 60.ª edição do Open de Portugal at Royal Óbidos arranca amanhã (quinta-feira) às 7h50, com saídas de dois buracos em simultâneo. Os últimos grupos arrancam às 14h46.

Os jogadores portugueses estão agendados para os seguintes horários: João Girão, 7h50 do 1; Pedro Lencart, 8h12 do 10; Tomás Bessa, 8h23 do 1; Tomás Melo Gouveia, 8h56 do 1; Stephen Ferreira, 12h45 do 10; Hugo Camelo, 12h56 do 1; Vítor Lopes, 13h07 do 10; Vasco Alves, 13h18 do 1; Pedro Figueiredo, 13h40 do 10.

As previsões meteorológicas não são as melhores e o campo deverá apresentar-se pesado, tornando o percurso mais comprido do que os seus 6.658 metros (Par-72), pois a bola não deverá rolar muito no fairway. Em contrapartida, será possível atacar melhor as bandeiras, diminuindo uma das defesas imaginadas por Ballesteros, a colocação da bola no green no ‘shot ao pau’.

Neste momento decorre o Pro-Am, que deverá ter a cerimónia de entrega de prémios por volta das 19h30, no hotel Evolutee, em Royal Óbidos.

Press-Release
Gabinete de Imprensa da FPG
14 Setembro 2022

 

Notícias Anteriores:

Presidente da FPG anuncia continuidade do torneio em Óbidos

 

Reportagem 2021

Reportagem 2020

Reportagem 2019

Reportagem 2018

Reportagem de 2017

 

Voltar

 

 

Revised: 15-09-2022 .