Circuito Europeu de Homens

O SUECO KINHULT OBTEVE PRIMEIRA VITÓRIA NO EUROPEAN TOUR

Betfred British Masters

Data: 9 a 12 de Maio de 2019

Campo: Hillside Golf Club

Par:  72

Local : Southport, Inglaterra, UK

Resultados

 

O British Masters foi inaugurado em 1946, com o nome Dunlop Masters, tendo sido disputado todos os anos até 2008, não se tendo realizado apenas em 1984.

O torneio não se efetuou de 2009 a 2014, tendo regressado, em 2015, ao calendário do European Tour.

O anfitrião do torneio, foi em 2015, o inglês Ian Poulter, 43 anos, tendo este papel sido desempenhado pelo inglês, Luke Donald, 41 anos, em 2016 e pelo inglês, Lee Westwood, 46 anos, em 2017, que venceu esta competição em 2007.

 

Em 2018 o anfitrião foi o inglês Justin Rose, 38 anos – que conquistou o evento em 2002 – sendo este ano o anfitrião, Tommy Fleetwood, 28 anos, natural de Southport, cidade onde se disputou o Betfred British Masters.

O campo onde se realizou este ano a competição pertence ao Hillside Club, que é considerado um dos melhores campos de links no noroeste da costa inglesa, sendo considerado pelo australiano Greg Norman, 64 anos, um dos melhores back-nine da Grã-Bretanha, tendo Jack Nicklaus, 79 anos, idêntica opinião sobre aqueles buracos que os considera os seus favoritos.

O campo é apresentado hole-by-hole e num vídeo em flyover.

O torneio em 2020 será disputado no Close House Golf Club, em Newcastle, palco onde se disputou, em 2017, este evento e que terá pela segunda vez como anfitrião, Lee Westwood.

O vencedor do torneio foi o sueco Marcus Kinhult, 22 anos – que obteve o 5º lugar no Road to Oman, do Challenge Tour, posição que lhe deu o cartão de entrada no European Tour – que bateu 65, 69, 68 e 70 pancadas, que produziu com: um eagle; 21 birdies; 44 pars; 5 bogeys; e, um double-bogey.

Kinhult com aqueles resultados, movimentou-se na classificação, tomando as seguintes posições: 2ºE (empatado); 6º; 1ºE; alcançando na ronda final o primeiro lugar, deixando à distância de uma pancada: o vencedor do ano passado, o inglês Eddie Pepperell, 28 anos; o escocês Robert Macintyre, 22 anos; e, o inglês, Matt Wallace, 29 anos, todos com 15 pancadas abaixo do par do campo.

Wallace detentor de quatro vitórias no European Tour, cuja primeira obteve em 2017, no Open de Portugal at Morgado Golf Resort, era após as duas primeiras rondas o provável vencedor da competição, por ter batido 65 e 67 pancadas nas duas primeiras rondas, tendo assumido na classificação geral do torneio o 2º lugar empatado, com o resultado da primeira volta e a liderança do evento com aquela segunda marca.

Wallace não foi porém o ‘provável’ vencedor por ter efetuado nas voltas seguintes, 70 e 71 tomando o primeiro lugar empatado com o resultado da terceira ronda, caindo para o segundo lugar empatado com as 71 pancadas da última ronda.

Wallace obteve aqueles resultados nas voltas com: 20 birdies; 49 pars; e, 3 bogeys.

Como vice-campeão Matt Wallace veio a juntar-se a Pepperell, título que também veio a ser obtido pelo escocês Macintyre.

Macintyre, que obteve posição idêntica à de Pepperell e Wallace, apurou 68, 69, 68 e 68 pancadas, que efetuou com: um eagle; 23 birdies; 39 pars; 6 bogeys; e, 3 double-bogeys.

O vencedor Kinhult recebeu um prémio no valor de 579.550 euros, valor que convertido em pontos corresponderam a 710 pontos, o que lhe permitiu subir na Corrida para o Dubai, da 169ª à 18ª posição, onde regista 791.2 pontos, que obteve nos nove eventos que já disputou esta época.

Os vice-campeões receberam prémios no valor de 259.302 euros, a que corresponderam 273 pontos, tendo Wallace, Macintyre e Pepperell, com 316,67 pontos, correspondentes aos prémios recebidos, permitiram que estes concorrentes ao título, tivessem subido na Corrida para o Dubai, como se apresenta no quadro seguinte: 

Jogadores

Corrida para o Dubai

Total de Pontos atual

Eventos

Anterior

Atual

Wallace

18º

1.056,0

9

Macintyre

91º

36º

526,6

13

Pepperell

117º

41º

472,7

7

O anfitrião Tommy Fleetwood, com 68, 69, 68 e 73, movimentou-se na classificação do seguinte modo: 10ªE; 11ºE; 4ºE; e, 8º empatado, com os seguintes resultados: 68, 69, 68 e 78 pancadas – 10 abaixo do par do campo – que consumou com: 2 eagles; 13 birdies; 49 pars; e, 8 bogeys.

Pedro Figueiredo com as marcas de 71, 69, 75 e 71 pancadas, 2 abaixo do par do campo, que efetuou com: um eagle; 14 birdies; 47 pars; 9 bogeys; e, um double-bogey, obteve o 58º lugar empatado.

Figueiredo recebeu um prémio no valor de 8.867 euros, a que corresponderam 11,69 pontos, com que subiu da 183ª à 181ª posição, onde apresenta o total de 75,1 pontos na Corrida para o Dubai.

Ricardo Melo Gouveia, que não passou o cut, apões ter batido 79 e 75 pancadas, encontrando-se na Corrida para o Dubai na 167ª posição, com 91,4 pontos, após ter efetuado 11 torneios esta época.

Outros concorrentes que destacamos da classificação geral do torneio, obtiveram as posições e resultados indicados: Paul Waring, Jordan Smith – 6ºE/-11; Pablo Larrazabal, Martin Kaymer, Joost Luiten, Oliver Wilson – 8ºE/-10; Victor Perez – 15ºE/-6; Victor Dubuisson – 23ºE/-8; Gaganjeet Bhullar; Gonzalo Fernandez-Castaño (vencedor em 2008) – 25ºE/-7; Lee Westwood (2007), Guido Migliozzi, Scott Hend – 35ºE/-5; Sean Crocker, Nacho Elvira – 42ºE/-4; Fabrizio Zanotti, Tom Lewis – 53ºE/-3; Maximilian Kieffer, Scott Jamieson, Jason Scrivener, Richard Stern – 58ºE/-2; e, Paul Dunne (2017) – 70ºE/par.

Não passaram o cut os seguintes jogadores, dentre outros: David Drysdale; Min Woo Lee; Benjamim Hebert; Adrian Otaegui; George Coetzee; Christian Bezuidemhout; Adri Arnaus; Ryan Fox; Aaron Rai; Romain Langasque; Clement Sordet; Stephen Gallacher; e, Wade Ormsby.

  Voltar

 


 

Sites


 





 



 

Revised: 15-05-2019 .