Circuito Europeu de Homens

O NATURAL DE BARCELONA LARRAZABAL CONQUISTOU NA ÁFRICA DO SUL PRIMEIRO TORNEIO DA ÉPOCA 2020 DO EUROPEAN TOUR

Alfed Dunhill Championship

Data: 28 de Novembro a 1 de Dezembro de 2019

Campo: Leopard Creek Country Club

Par:  72

Local : Malelane, África Sul

Resultados

 

O Alfred Dunhill Championship é o primeiro evento do calendário 2020 do European Tour, uma vez que não se realizou o torneio de abertura da época, o Hong Kong Open, devido às perturbações da ordem pública havidas neste antigo território inglês.

A 20ª edição deste torneio teve como palco – desde 2005 – o campo Leopard Creek Country Club.

O campo foi desenhado pelo sul-africano de Joanesburgo, Gary Player, 84 anos, tendo sido inaugurado em 1996, encontrando-se rodeado de árvores e arbustos, encontrando-se ao longo dos fairways vários obstáculos de água, onde existem muitos crocodilos que dão o nome ao rio que corre ao longo de alguns buracos do campo.

 

Um dos buracos mais icónicos do campo é o 13, par 5, em que o green se encontra numa escarpa, donde se vê o Rio dos Crocodilos que corre na vertical a 32 metros de profundidade daquele local donde se descortinam vistas magnificas daquele Rio e do Kruger Park.

Outros buracos, dignos de especial relevo e de que Gary Player se orgulha são: o 18, par 5, cujo green se encontra implantado numa ilha; e, o 9, par 4, em que o green surge incrustado numa península, em que a água que o rodeia é a mesma que banha o green do 18.

O campo é ondulado e insere-se na planície do Kruger Park, onde três buracos têm uma rica fauna na vizinhança, constituída por: crocodilos; hipopótamos; leopardos; antílopes; impalas; búfalos; e, elefantes.

Cada tee de saída possui uma estátua, em bronze, dum leopardo.

O campo após a renovação a que se submeteu em 2017, determinou a não realização do evento naquele ano, apresentando-se num video após as significativas melhorias, que lhe foram introduzidas.

O vencedor do torneio foi o natural de Barcelona, Pablo Larrazabal, 36 anos, que obteve o seu quinto triunfo no European Tour, após ter obtido: em 2011 e 2015 o BMW International Open; e, 2014, o Abu Dhabi HSBC Golf Championship; e, em 2008, o Open de France Alstom.

Larrazabal bateu 66, 69, 70 e 75 pancadas, que consumou com: 1 eagle; 21 birdies; 37 pars; 11 bogeys; e dois, double-bogeys.

Pablo Larrazabal, que se encontrava no fim da segunda ronda no primeiro lugar da classificação, sofreu a concorrência do holandês, Will Besseling, 33 anos, e do sul-africano Branden Grace, 31 anos, que não conseguiram desalojá-lo da liderança do evento, concluindo Larrazabal a volta com a vantagem de três pancadas sobre estes concorrentes.

Na terceira ronda Larrazabal continuou na liderança com a vantagem de três pancadas sobre Besseling e quatro sobre Grace, ocupando estes jogadores, respetivamente, a segunda e terceira posição na classificação do evento.

Na última ronda Larrazabal claudicou, tendo feito: 5 birdies; 6 pars; 6 bogeys; e, um double-bogey, tendo conseguido a vitória graças aos três birdies que fez nos últimos quatro buracos da volta.

Larrazabal deixou à distância de apenas uma pancada o vice-campeão, que foi o sueco Joel Sjöholm, 34 anos, que com 70, 74, 68 e 69 pancadas, subiu do 6º lugar empatado, onde se encontrava no fim da terceira ronda, ao segundo lugar do torneio, com apenas mais uma pancada que o líder.

Grace e Besseling caíram para o 3º lugar empatados, tendo concluído o torneio: o primeiro, com as marcas de 68, 70, 71 e 73 shots; e, o segundo com: 65, 73, 70 e 74 pancadas, ambos com 6 pancadas abaixo do par do campo.

Também concluíram o torneio nesta posição, o ‘veterano’ Charles Schwartzel, 35 anos, que bateu 70, 72, 70 e 70 pancadas, que efetuou com: um eagle; 18 birdies; 41 pars; 10 bogeys; e, 2 double-bogeys.

Schwartzel tem no seu palmarés no European Tour, onze vitórias, sendo a principal a que, em 2011, obteve no Masters Tournament, tendo também triunfos em quatro edições do Alfred Dunhill Championship – que disputou esta semana – em 2004, 2012, 2013 e 2015.

Os prémios recebidos pelo campeão e vice-campeão tinham, respetivamente, os valores de 237.750 euros e 165 mil euros, tendo-lhes sido também atribuídos 460 e 305 pontos Race to Dubai, com que tomaram com estes montantes os primeiro e segundo lugares da Corrida para o Dubai.

Besseling, Grace e Schwartzel, receberam cada, prémios no valor de 82,300 euros, tendo-lhes sido atribuídos, a cada, 141,6 pontos, total com que cada um dos jogadores tomaram o 3º lugar empatados na Corrida para o Dubai.

Outros jogadores que destacamos da classificação geral do torneio, obtiveram as posições e resultados seguintes: Justin Harding, Zander Lombard – 7ºE/-3; Renato Paratore, Eddie Pepperell – 19ºE/+1; Alejandro Canizares, George Coetzee – 24ºE/+3; Thomas Aiken, Adrian Otaegui – 33ºE/+4.

Pedro Figueiredo, 28 anos, com as 72, 74, 77 e 71 pancadas, que obteve com: 13 birdies; 44 pars; 13 bogeys; um double-bogey; e. um quadruplo-bogey; classificou-se na 42ª posição empatado, com 6 pancadas acima do par do campo.

Não passaram o cut  os seguintes jogadores, dentre outros: Gonzalo Fernandez-Castaño; Louis De Jager; Thomas Björn; Marcel Siem; Christian Bezuidenhout; Soren Kjeldsen; Alexander Björk; Darren Fichradt; Oliver Fisher; e, David Howell.

Os portugueses José-Filipe Lima, 38 anos, com 72 e 77 pancadas, 5 acima do par do campo; Stephen Ferreira, 27 anos, com 74 e 78 pancadas, 8 acima do par do campo; e, Ricardo Santos, 37 anos, com 79 e 76 shots, 11 acima do par do campo; foram todos eliminados no fim da segunda ronda.

Voltar

 


 

Sites


 





 

Revised: 02-12-2019 .