Ryder Cup 2018

A EUROPA REGRESSOU EM PARIS ÀS VITÓRIAS COM 17 1/2 PONTOS DERROTANDO UMA IRRELEVANTE EQUIPA DOS EUA QUE APENAS OBTEVE 10 1/2 PONTOS

42ª Ryder Cup

Data: 28 a 30 de Setembro de 2018
Campo: Albatross no Le Golf National

Par : 71
Local : Guyancourt, França

Resultados
Resultados Individuais

 

A Ryder Cup é o mais importante torneio – que se disputa sem prémios – entre equipas dos EUA e da Europa, que em 1985 passou a integrar jogadores do Continente Europeu, o que não acontecia até então, sendo apenas constituida por ingleses e irlandeses.

A equipa da Europa, com a margem de 7 pontos, derrotou a equipas dos EUA por 17 ½ - 10 ½.

Esta foi a sétima vitória da equipa da Europa nas últimas nove edições da Ryder Cup, tendo a anterior sido obtida em 2014, na Escócia, no Gleneagles Resort, em que o resultado foi 16 ½ - 11 ½. (ver histórico dos resultados das equipas da Europa e dos EUA).

A equipa dos EUA não vence em solo europeu desde 1993.

A 42ª edição da Ryder Cup realizou-se no campo Albatross, no Le Golf National, cujo o campo, inaugurado em 1990, tem 6.625 metros de comprimento e que também irá receber, em 2024, os Jogos Olímpicos.

O campo, localizado em Guyancourt, perto de Paris, é um dos três percursos que o Le Golf National possui, sendo este o dos torneios, dispondo de dois outros o ‘Aigle', de par 71, com cerca de 5.700 metros e um outro, mais curto, de nove buracos, o ‘Oiselet’, com pouco mais de 2.000 metros e par 32.

O campo Albatross beneficiou, recentemente, de alguns melhoramentos para receber a Ryder Cup, sendo muito ondulado e exposto ao vento.

O Albatross apresenta: fairways estreitos e ladeados por roughs espessos; lagos, que intervêm com o jogo nos três primeiros buracos e nos buracos, 9, 10, 11 e 13, sendo nos buracos 15, 16 e 18 onde a água marca presença de forma mais intensa; possuindo também bunkers com grandes dimensões.

O campo pode ser melhor conhecido nos videos seguintes em: hole-by-hole e flyover.

A competição foi efectuada em três dias, tendo nos dois primeiros sido disputadas oito partidas de pares e no domingo, 12 partidas de singulares.

As jornadas foram organizadas com o seguinte calendário para as diferentes modalidades de jogo:
- 6ª feira (manhã): 4 partidas Fourballs
- 6ª feira (tarde): 4 partidas  Foursomes
- Sábado (manhã): 4 partidas Fourballs
- Sábado (tarde): 4 partidas  Foursomes
- Domingo: 12 partidas de singulares.

A cada vitória era atribuída 1 ponto; ao empate, ½ ponto; e, à derrota, 0 pontos.

No total são apurados 28 pontos do seguinte modo: 8 pontos nas partidas fourballs; 8 pontos nas partidas foursomes; e, 12 pontos nas partidas de singulares.

As partidas de fourball são disputadas por equipas de dois jogadores, em que cada um dos parceiros joga uma bola, sendo o melhor resultado de cada equipa, em cada buraco, o que conta para o apuramento final do resultado da partida.

Nas partidas em foursomes defrontaram-se equipas de dois jogadores, que jogam com apenas uma bola, em que um dos jogadores sai do primeiro buraco, efectuando o outro a segunda pancada, prosseguindo o jogo com batidas alternadas até à introdução da bola no buraco.

Na primeira jornada, 6ª feira de manhã – partidas disputadas em fourballs – a Europa sofreu três derrotas, tendo apenas conquistado uma partida, terminando esta sessão os EUA com 3 pontos e a Europa com 1 ponto.

A única vitória deveu-se à equipa Francesco Molinari / Tommy Fleetwood, que derrotou Tiger Woods / Patrick Reed, por 3&1, tendo conquistado a partida ao vencer os difíceis buracos 15, 16 e 17, tendo efetuado cinco birdies nos últimos sete buracos.

De assinalar a derrota de Tiger, no regresso à Ryder Cup, após uma ausência de seis anos.

Tiger evidenciou algumas dificuldades, em especial no swing, para muitos, diferente do exibido no último torneio da FedEx Cup Playoffs.

O mau swing de Woods, em algumas ocasiões, foi considerado pela galeria como dificuldades nas costas, o que foi prontamente desmentido por Furyk, que, no entanto, não o incluiu no grupo dos jogadores que efetuaram na 6ª feira o foursomes .

A vitória de Woods no Tour Championship foi o motivo principal que levou o capitão Jim Furyk o dispensa-lo de ‘assistente’, integrando-o na equipa.

Este fato teve como consequência a significativa derrota, por 3&1, em que Woods teve como parceiro – o capitão América – Patrick Reed, vencedor do Masters Tournament, que recebeu aquela alcunha devido aos seus feitos nas duas anteriores Ryder Cups.

Nos matchs da tarde de sexta feira a Europa inverteu a situação conquistando as quatro partidas, tendo os melhores resultados, 5&4, sido averbados pelas equipas: Sergio Garcia / Alex Noren, que deixou a equipa americana Phil Mickelson / Bryson DeChambeau, no 15º buraco; e, a de Francesco Molinari / Tommy Fleetwood, que bateu a dupla Justin Thomas / Jordan Spieth, ‘despedindo-se’ também desta equipa no 15º buraco.

Com estes resultados a Europa terminou a jornada de 6ª feira a vencer a equipa dos EUA por 5-3.

Na ronda de sexta feira o ‘bode espiatorio’ da equipa americana foi o esquerdino Phil Mickelson – que disputou a 12ª Ryder Cup – o que para muitos foi um ‘erro de casting’ - uma vez que se encontrava esta época na 192ª posição no ranking do ‘drive accurancy’ no PGA Tour e na posição 136ª dos ‘greens in regulation’, sendo um fraco jogador de partidas de foursomes, além de ter ocupado o último lugar no Tour Championship, no último evento da FedEx Cup Playoffs.

Tudo isto, num campo com fairways muito estreitos, exigindo precisão nos drivers, roughs espessos, com muitos obstáculos de água e areia – e numa 6ª feira com ventos de 20 mph, o que tornou as batidas para o green ainda mais difíceis.

Phil Mickelson, com 48 anos, que faz anos em 16 de Junho, terá em 2020, quando da realização da 43ª edição da Ryder Cup, que se disputa no Whistling Straits, no Wisconsin, nos EUA, mais de 50 anos, pelo que este ano terá efetuado a sua última prestação neste evento.

O italiano, natural de Turim, Francesco Molinari e o inglês Tommy Fleetwood, foram as grandes vedetas das partidas de 6ª feira, tendo nos fourballs  (da manhã) e nos foursomes (de tarde) consumado, respetivamente, 3&1 e 5&4, tendo ainda nos fourballs  de sábado (de manhã) apurado 4&3.

Nos foursomes  de sábado (de tarde) a equipa de Francesco Molinari e Tommy Fleetwood, que pela quarta vez consecutiva formou equipa, que ganhou por 5&4 a partida que disputou com a equipa Woods / DeChambeau.

Esta equipa Molinari / Fletwood contribuiu com quatro pontos para os dez que a Europa contabilizou nos dois primeiros dias, que concluíram com o resultado de 10-6.

No domingo realizaram-se as 12 partidas em singulares, em que a Europa venceu sete partidas, perdeu quatro e empatou uma.

O magnifico Francesco Molinari – sendo o quinto jogador do ranking mundial – conseguiu a sua quinta vitória no evento ao derrotar nos singulares, por 4&2, Phil Mickelson, tornando-se o segundo jogador que obteve cinco vitórias nas cinco partidas que disputou, igualando o recorde do americano Larry Nelson, em 1979, sendo este o triunfo de Molinari que ditou a vitória da equipa da Europa sobre os EUA.

Outro jogador que teve atuação exemplar no torneio foi o espanhol Sergio Garcia – que tendo sido um dos jogadores da equipa da Europa que recebeu um wildcard do capitão – ganhou a partida que disputou com Rickie Fowler, por 2&1, tornando-se o jogador europeu com mais pontos averbados, 25 ½, na história da Ryder Cup.

Além de Sergio Garcia, outros jogadores receberam wildcards, foram: o sueco Henrik Stenson e os ingleses, Ian Poulter e Paul Casey, sendo este último jogador que empatou a partida que disputou com Brooks Koepka, tendo Poulter derrotado Dustin Johnson, por 2 up e Stenson obtido uma vitória, por 5&4, sobre Bubba Watson.

Veja o Histórico dos Resultados das Equipas que participaram nas 42 edições da Ryder Cup.

Os campos onde se prevêem realizar as próximas Ryder Cups, podem ser conhecidos aqui.

Notícias Anteriores:
Tonny Finau foi o último 'pick' de Jim Furyk que completou a equipa americana na 42ª Ryder Cup
Os Wirldcards das equipas da Europa e dos EUA que disputam a Ryder Cup
Ryder Cup 2018 - Os oito jogadores da Equipa Europeia que disputam a Ryder Cup já são conhecidos através da pontuação automática

Reportagem 2016

 

Voltar

 


 

Sites


 





 



Revised: 04-10-2018 .